@victorcollor no Instagram

Sorry, an error occoured while trying to get your instagr.am ID! Please try another instagr.am url.

Que as marcas em geral têm olhado para o seu passado e enxergado que o que deu certo continua dando certo, a Longines apresenta dentro da sua linha Heritage, o modelo Military COSD. O nome da linha já mostra a valorização de sua “herança” e tem alguns dos mais icônicos relógios da marca reeditados e adaptados aos padrões atuais com vidro de safira, movimento automático, etc.

O mais legal é ter o modelo original, cheio de idade, de envelhecimento, de tritium amarelado e claro, o bom e velho acrílico no topo do mostrador, como você viu aqui na recente reedição do Omega Seamaster 300 para SPECTRE, o mais recente filme de James Bond.
Mas quando isso não é possível devido as duas variantes mais comum, preço muito caro e/ou difícil de achar, a ideia é optar pelas reedições mesmo. Nesse caso por exemplo, não consegui sequer encontrar no Chrono 24, a comunidade/site/app de mercado de relógios. Se curte relógio e gosta de dar uma “zapeada” em preços, modelos e conhecer vintages, clica aqui.

Voltando ao Military COSD, o modelo faz jus ao modelo dos anos 40, feito especialmente para os militares ingleses na época e além do mostrador branco, a reedição vem também com a opção em preto, além da caixa maior com 40mm. Com certeza maior do que os modelos da época. Particularmente acho muito mais elegante em comparação aos modelos grandes atuais.
Alem de tamanho e cores do mostrador, foi adicionado a janela da data. Muitos puristas irão achar isso um tiro no pé, por não manter o mesmo relógio após a reedição. Os detalhes que achei mais legal por terem foram: a marcação da flecha abaixo da marca que indica o instrumento como militar inglês, a pulseira NATO (lembra da matéria que falei sobre a história dela?) e as duas bolinhas em cima do 12. Pequenos detalhes que mantêm a essência da época no modelo atual.

Opiniões a parte, o relógio não é dos mais caros e está a venda por U$1.700 no site da Longinus.

longines-heritage-military-cosd-1 Longines-Heritage-Military-COSD-reissue-Perpetuelle Longines-Heritage-Military-COSD-slider Screen Shot 2016-02-03 at 11.50.28 AM Screen Shot 2016-02-03 at 11.50.42 AM COSDFace72 Longines-Heritage-Military-COSD-original

Sucesso há mais de 50 anos.

Fotos: Reprodução

Recentemente fui apresentado ao som de Leon Bridges, músico norte americano do Texas que me impressionou e não paro de ouvir desde então.

Chamado de estilo Retro-Soul, Bridges com certeza me fez lembrar Sam Cooke e o disco que comprei na House Of Oldies, casa que vende ótimos discos de vinil em Nova Iorque e vocês viram aqui no Axe Matte Effect Tour #2, lembram? Considerado por muitos o fundador do soul music, Cooke não poderia ser melhor referência para o menino do Texas de apenas 26 anos e um vozerão brabo.

Com uma pegada dos anos 60, tanto na música como no estilo, o cantor já tem seu disco “Coming Home”, lançado no ano passado, no iTunes, além do show no Apple Music Festival.

Mantendo a mesma pegada do som dos anos 60, o estilo de Leon também segue a mesma linha. Paletós bem alinhados, chapéus, calças de cintura alta e até suas fotos de divulgação que um leigo diria facilmente que são de época. O corte no cabelo também dá o toque e claro, a capa do disco – sim, tem vinil também, têm as cores, fontes e estilo da época.

O disco inteiro é muito bom, e vale ouvir de cabo a rabo! Além disso, o artista que estourou no Spotify já tem seu canal no VEVO no Youtube. Todos os vídeos tem uma pegada muito legal, com fotografia bem alinhada e sim, o mesmo estilo da época! Bom proveito!

1431438608081

Leon Bridges

25a67652-3bef-4a92-93ad-f458c23777a3-2060x1236 leon Leon-Bridges-dallas-closets-5 Leon-Bridges-thumbnail Leon-Bridges leonside screen_shot_2015-01-27_at_10.16.15_pm_grande

Querendo o final para ontem.

Fotos: Reprodução

Que vocês sabem que curto carros antigos, não é novidade. Na volta das “férias” de fim de ano que vocês viram aqui, fui dar um alô ao meu querido Mauricio Marx da loja mais legal de carros antigos de São Paulo, a Universo Marx, que está em novo endereço. Saiu da Helio Pelegrino e agora está na República do Líbano.

As idas por lá são sempre divertidas e cheias de histórias e entre elas, Mauricio me mostrou esse vídeo que o pessoal da revista Fullpower fez, mostrando o seu Porsche 356 Pré A de 1951.
O primeiro protótipo da criação de Ferdinand Porsche logo após a segunda guerra mundial tem esse nome devido ao código do projeto com início em 1948, ainda com sede na Austria em Gmund e assim indo para as redondezas de Stuttgart. Portanto o modelo dá seu primeiro sinal de exclusividade por ter sido montado na Austria e não na Alemanha como nos anos seguintes. Além disso, o para brisa bipartido e as lanternas dianteiras e traseiras também deixam claro a raridade do modelo.

O vídeo é muito bem feito e me lembrou os feitos pela Petrolicious que vocês também já viram aqui. Se liga na relação de Mauricio com seu “filho” e na preciosidade desse Porsche que é considerado o mais antigo no Brasil.

 

Curte uns carrinhos antigos? Passa lá na Universo Marx na Avenida República do Líbano, 2136, Moema.

Screen Shot 2016-02-01 at 2.56.19 PM Screen Shot 2016-02-01 at 2.56.41 PM Screen Shot 2016-02-01 at 2.56.50 PM Screen Shot 2016-02-01 at 2.57.05 PM Screen Shot 2016-02-01 at 2.57.16 PM Screen Shot 2016-02-01 at 2.57.32 PM Screen Shot 2016-02-01 at 2.57.45 PM Screen Shot 2016-02-01 at 2.57.53 PM Screen Shot 2016-02-01 at 2.58.03 PM Screen Shot 2016-02-01 at 2.58.13 PM Screen Shot 2016-02-01 at 2.58.22 PM

 

Bonito de ver, né?

Fotos:Reprodução Fullpower / João Mantovani

Em meio a toda a correria que foi o final do ano passado, entre entregar a segunda edição do VIC&CO. Post e a ida a Maceió para montar a Cozinha 212, confesso que não tive tanto tempo para falar aqui sobre o jornal, muito menos sobre outros assuntos.

Finalmente solto aqui a capa da nossa segunda edição que contou com várias coisas legais, pensando no verão, mulheres e claro, na cabeça do homem moderno. Falamos do Volvo PV444 que nasceu com os mesmos princípios do Fusca na Alemanha de Hitler, comparamos dois dos maiores ícones do cinema – e também para nós homens, Steve McQueen x Paul Newman, que mostram por A mais B que sim, são homens AXE, homens que já foram e sempre serão referência no que se propõem a fazer, certo Zé Mariano? Fomos além com um guia do que fazer a aonde ficar em São Miguel dos Milagres, e claro, uma matéria especial com o que viria a ser a Cozinha 212 por lá… e sim, foi um sucesso, casa cheia, mas isso é assunto para outro post que ainda vou falar aqui.
Na capa, a querida Adriana Caye que incorporou uma Bond Girl para mim na casa da também muito querida Silvana Tinelli. Com referência em Dr. No e Thunderball, primeiro e quinto filme respectivamente da maior saga do cinema, a pegada era praia, mar, sol, tudo isso para evidenciar o verão. O beauty ficou por conta de impecável André Veloso e styling por minha Daiane Conterato – sim, ela foi a capa da última edição, lembram?
Na onda das coisas antigas que vocês sabem bem que eu tanto gosto, falo dos melhores Vintage Shops de São Paulo em uma matéria grande e cheia de informação e também, na mesma linha, sobre a história da tradicional e hoje moderna, Vila Romana.

Em suma, uma leitura leve, gostosa e cheia de informações para anotar no caderninho, além das minhas dicas da última página, que hoje vai além e se estendem ao Rio de Janeiro.

No fim do ano houve uma distribuição discreta, mas é agora que vocês vão começar a ver mais por ai e em breve solto aqui os lugares e endereço aonde você pode retirar o seu exemplar gratuitamente.

Queria agradecer aqui mais uma vez a AXE junto a Taste Makers de Ana Zambon que foi quem primeiro acreditou na ideia e faz com que cheguemos hoje a segunda edição do #jornaldovictor. Cheers!

VICCOPOST_02_1_Capa

Já em 2016!

Fotos capa: @victorcollor

Foi exatamente isso que rolou no último mês em Alagoas. Fui para a minha terra no dia 10 de dezembro para dar início ao que foi a Cozinha 212 em São Miguel dos Milagres, junto Stefan Weitbrecht e Mauricio Vasconcelos.

Do dia 10 ao 25, fiquei no zigue zague entre Maceió e Milagres para fazer a coisa acontecer, enquanto Stefan tocava a “obra” por lá.
Com essa experiência de trabalho no meu estado, tive a oportunidade de conhecer inúmeras coisas que jamais achei que iria conhecer. A minha maior supresa foi o Mercado da Producão, onde compramos parte dos mantimentos para assar na lenha durante a temporada como polvo, a Carapeba e Agulhinhas, além do Mercado do Artesanato, com inúmeros trabalhos manuais impecáveis que fizeram parte da decoração da Cozinha 212, como pratos em barro feitos no sertão alagoano, peneiras de farinha  de mandioca para servir agulhinha, baldes também de barro para servir o vinho branco geladinho, … Uma infinidade de coisas que vocês irão acompanhar em breve nos próximos posts.

Meio férias / meio trabalho quer dizer que até o dia 5 de Janeiro estava trabalhando como um louco e as férias só vieram a partir daí, onde fiz algumas viagens dentro da viagem. Fui aos cânions do rio São Francisco no noroeste do estado, na fronteira com Bahia e Sergipe. De lá fui a linda Penedo perto da foz do Velho Chico e claro, alguns dias de descanso olhando para o céu, mar e para a sombra, tudo isso contabilizando mais de 2000km rodados no marcador do carro.

Vou soltar aqui aos poucos algumas das minhas experiências por aqui, que mesmo alagoano, não tem nada melhor do que se sentir turista dentro do seu próprio estado.

Feliz 2016 e vamo simbora!

VC-04012016165A1827 VC-31122015165A1699 VC-12122015_65A0861 VC-12122015_65A0885

E a saudede?

Fotos: @victorcollor

Vocês acompanharam recentemente a minha parceria com a Chivas, tanto por aqui quando apresentei o Chivas Extra, o novo lançamento da marca, e falei o quão especial e leve ele é, ainda mais pensando nos longos dias de calor que já estamos vivendo, como os que virão, janeiro, fevereiro, … Além claro, via instagram, tanto no @victorcollor como no @chivasbrasil, recheado de fotos que permeiam por esse lifestyle.

Hoje a ideia é falar do fim de ano, onde as pessoas ficam mais felizes por terem as tão almejadas férias, ou simplesmente por que é verão nesse Brasilzão. O resumo já é conhecido: festa, carnaval, bagunça, … enfim, já sabemos bem como funcionamos nas altas temperaturas.
Com isso vem presentes e o sorriso no rosto. Lembro sempre, desde pequeno e até hoje, que os finais de ano são regados de presentes, principalmente whisky, tanto na época do meu pai, quanto nos dias de hoje com minha mãe, para as pessoas queridas. Ou seja, a entrega é grande! Sinceramente desconheço a origem dessa tradição, mas se juntarmos A com B, sim, faz sentido pelo fato de estarmos falando de comemorações.

Desde o dia 10 de Dezembro já estou em Maceió, correndo para abrir a Cozinha 212, meu restaurante de temporada em São Miguel dos Milagres. Para a minha surpresa, quando cheguei em casa, haviam algumas caixas de Chivas. Parei, pensei e então perguntei, mas eram garrafas para serem enviadas como presente de natal aqui em Alagoas. Coincidência, não? A ideia hoje portanto, é falar de uma “carta” de whiskys para te ajudar a escolher o presente certo para teu amigo, chefe, sócio, parceiro, etc… Vamos lá!

 

Jameson
Diferente dos outros, a origem de Jameson não é a Escócia e sim, a Irlanda e hoje podemos considera-lo por aqui no Brasil como um whisky mais jovem de espirito. Ele tem festa com o seu nome, já esteve em foodtrucks, faz get togethers, …
Se teu amigo gosta de whisky e tem essa pegada mais jovem, a escolha é certa. Fácil de tomar, leve e com um ótimo preço.
Aproximadamente R$90

7168136_1GG

 

Chivas 12
Se pudermos chamar de clássico, é o 12 anos da Chivas que ganha o posto. Aqui em casa por exemplo, é ele que o pessoal vai dar de presente de natal para algumas pessoas especiais. A ideia desse whisky é objetiva: vamos no clássico para não errar.
Um bom whisky, um 12 anos e o tiro certo para um presente de natal elegante.
Aproximadamente R$120,00

16544ga
Chivas Extra
Aqui a coisa muda e elevamos a um presente mais especial e mais pensado. Com notas mais leves de especiarias e Xerez, o Extra é o presente certo para esses longos dias de calor que estão por vir. Como vocês leram aqui, se elevarmos na escala de drinkabalilty, ele chega a 10 e se torna ainda mais leve quando dissolvido em apenas 2 pedras de gelo.

Esse é um presente mais especial por alguns motivos:
1. É um lançamento de umas das destilarias mais antigas de Whisky.
2. Você pode dar ênfase a essa história que contei pra vocês no post sobre Extra, e contar cada detalhe, seja para um amigo, seja para o seu chefe. Ou seja, a ideia é dar pessoalmente e ter esse discurso afiado, afinal homens sempre vão gostar desses pequenos detalhes.
3. O mais leve e suave da família Chivas – bela pedida para o verão.
4. Não é dos mais caros.

Ou seja: é uma novidade, é um ótimo whisky, tem história para contar e tem um preço muito bom… vá de Extra!
Aproximadamente R$150,00

chivas extra

 

Glenlivet
Aqui a coisa já se eleva e estamos falando de um Single Malt. Vocês leram aqui onde eu falo de Chivas Extra que ele até me lembrou um Single Malt, mas não é. Mais um ponto para adicionar na lista de Extra!
Dar de presente um Single Malt significa que você sabe o que está fazendo, e sabe ainda mais, a quem está dando.
Mesmo estando de moda, em que várias pessoas ficam dizendo que só gostam de Single Malt sem mesmo saber diferenciar água de vinho, ainda assim, é um produto específico.
Se você escolheu esse para dar de presente, sabe exatamente o que está fazendo.
Aproximadamente R$250

glvob.12yov1

 

Chivas 18
Esse é aquele para impressionar! Um whisky muito mais complexo do que os outros da lista acima, o 18 anos é para uma ocasião especial que esteja atrelada ao natal. Vai que você quer pedir a sua mulher em noivado e tem que agradar ao pai. É esse aqui que você vai ter que dar! Brincadeiras a parte, é um ótimo whisky para tomar puro.
Fica ligado que recentemente os caras lançaram uma edição especial com embalagem da Pininfarina, o estúdio italiano responsável pelos desenhos de inúmeras Ferraris. Mesmo com edição limitada, já achei em alguns lugares em São Paulo e vale ficar de olho, principalmente se a pessoa gostar de velocidade e automobilismo, essa edição especial é o presente certo
Aproximadamente R$350

1774181_4 Chivas_Pinifarina_limited-edition_01-e1441662897509-620x385

 

Royal Salute 21
Se o anterior era para noivado, com certeza esse é aquele para pedir em casamento como um agrado ao sogro – e a sogra (nunca se esqueça dela, mesmo whisky sendo uma bebida mais masculina, muita mulher tem criado cada vez mais carinho por ele).
O whisky mais velho e mais complexo da família Chivas tem umas das garrafas mais impressionantes da lista.
Aproximadamente R$700

6415_Whisky_Royal_Salute_21_Anos_700_ml

Lista Pronta. Agora é só escolher qual Whisky e a quem dar nesse Natal.

Fotos; Reprodução

No último sábado, eu e Stefan Weitbrecht,  fizemos juntos mais um almoço para a turma animada da RG. Nublado, sol, chuva, temporal e nublado, foi exatamente nessa ordem que fomos servindo o que fazemos sempre nos finais de semana na praia como vocês acompanham pelo Instagram. Queria agradecer o carinho dos sempre queridos Stefano Carta e Jeff Ares. Sempre um honra!

Dessa vez servimos polvo no tomilho com aioli, costelinhas assadas lentamente por 3 horas e a nossa salada de grãos com arroz vermelho, integral, trigo, quinoa, pepino, tomate e várias outras coisas. Cozinha sem invenção, sem pagação. Essa é a Cozinha 212!

Aqui, umas fotos que mostram um pouco do jeito e estilo que levamos para a vida!

Screen Shot 2015-12-09 at 11.10.59 AM Screen Shot 2015-12-09 at 11.02.42 AM Screen Shot 2015-12-09 at 11.03.08 AM Screen Shot 2015-12-09 at 11.09.14 AM Screen Shot 2015-12-09 at 11.03.25 AM Screen Shot 2015-12-09 at 11.09.48 AM Screen Shot 2015-12-09 at 11.09.39 AM Screen Shot 2015-12-09 at 11.03.17 AM Screen Shot 2015-12-09 at 11.09.22 AM Screen Shot 2015-12-09 at 11.09.30 AM Screen Shot 2015-12-09 at 11.02.59 AM Screen Shot 2015-12-09 at 11.02.51 AM Screen Shot 2015-12-09 at 11.10.51 AM Screen Shot 2015-12-09 at 11.10.26 AM Screen Shot 2015-12-09 at 11.11.08 AM Screen Shot 2015-12-09 at 11.10.43 AM Screen Shot 2015-12-09 at 11.09.56 AM Screen Shot 2015-12-09 at 11.10.35 AM Screen Shot 2015-12-09 at 11.10.08 AM Screen Shot 2015-12-09 at 11.10.16 AM

Cheers!

Fotos: @victorcollor