Já tem um tempo que vocês vêm o banner bonitão das pomadas da Axe Matte Effect aqui em cima e claro, eu falando sobre isso aqui e no instagram.
Realmente as pomadas estão fazendo sucesso no meu dia a dia e por isso, resolvi montar um guia de Lifestyle contando algumas experiências que vivo nos meus rolês, fazendo uma espécie de “o que fazer em um único dia” com dicas de programas, lugares, achados e todas essas coisas que vocês já acompanham na série Conhecendo, onde falo das experiências gastronômicas nos restaurantes mais gostosos por onde passo. No caso, o Spray de Sal Texturizador é o produto da linha que tem esse mood carioca e vocês vão entender por que.

Depois de 15 dias no Rio de Janeiro, a temporada carioca me fez levantar essas informações para dividir aqui com vocês. Sempre falo em ir além nas programações como disse no guia de NYC, onde a maioria dos brasileiros ficam somente em uptown, descendo uma vez ou outra para o SoHo, mas sequer conhecem o tal do Brooklyn com dizeres como “ah é muito longe”, “será que saio de Manhattan?” e todas essas perguntas que irritam os amantes do que rola do lado de lá da ponte.

No Rio de Janeiro não é diferente, as coisas por lá podem simplesmente se limitar à Dias Ferreira, Sushi Leblon, Gula Gula, … Esses ligares são legais? Sim, mas tem um monte de coisa nova aparecendo que vale muito a pena conhecer ou até mesmo coisas antigas que estão lá há anos e ainda não teve o prazer de ver de perto.

VC_schutz_verao-14072014_DSF7367

// 9h
Parque Lage / Jardim Botânico
Acorde a vá direto ao Parque Lage, no bairro do Jardim Botânico. Além da bela arquitetura da construção do palacete que vocês viram aqui, lá você vai encontrar um café da manhã que vale muito mais pelo lugar do que pela comida. Eu sentei em uma das mesinhas que dão para o pátio central e recomendo. A atmosfera de uma escola de arte, misturado à pessoas que estão ali pelo quão legal é o lugar e não para ver e ser visto, é simplesmente genial.
Não se assuste com o serviço, ele realmente é muito ruim, mas fui feliz com um omelete de presunto e queijo, um suco de laranja sem ser coado e um café com gelo.
Depois, não deixe de bater perna pelo enorme e belo jardim… quase que um momento de reflexão para o longo dia que vem pela frente.

VC_schutz_verao-06072014_DSF7214 VC_schutz_verao-06072014_DSF7219VC_schutz_verao-07072014IMG_5163


//10:30h

Largo do Boticário / Mirante Dona Marta
Do Parque siga em direção do bairro do Cosme Velho, aonde fica a subida para o Cristo.
Na avenida principal, pouco antes do bondinho, entre a esquerda no Largo do Boticário, um largo lindo com casas de arquitetura neocolonial, coloridas e com azulejos que datam a época da construção por volta de 1920. Se liga aqui para saber mais sobre essa pérola do Cosme Velho.
Tenta bater na porta para ver se tem algum dos moradores por lá… eu consegui conhecer a casa principal por dentro. Ela está muito destruída mas vale conhecer pelos azulejos que ainda estão por lá e pelo fundo da casa que é abraçado por mata atlântica.
De lá, pergunte a algum dos oficiais que possam estar por ali, ou até mesmo alguém das empresas que fazem o trajeto até o Cristo, como faz para subir de carro até o Mirante Dona Marta. Lá é simplesmente o lugar aonde são tiradas as fotos de cartão postal do Rio de Janeiro com o Pão de Açúcar. Legal né?
Passe um bom tempo por lá a aproveita tanto a subida quanto a decida de carro… o Rio de Janeiro é lindo demais!

VC_schutz_verao-14072014_DSF7316 VC_schutz_verao-14072014_DSF7323 VC_schutz_verao-14072014_DSF7337 VC_schutz_verao-14072014_DSF7338 VC_schutz_verao-14072014_DSF7340 VC_schutz_verao-14072014_DSF7341 VC_schutz_verao-14072014_DSF7342VC_schutz_verao-14072014_DSF7355 VC_schutz_verao-14072014_DSF7362VC_schutz_verao-14072014_DSF7381VC_schutz_verao-15072014IMG_5643


//12:30h

Leblon / Posto 12
Depois de ter visto a cidade por cima, vá curtir um pouco do você queria fazer desde a hora que acordou… ir à praia!
A grande diferença de pegar praia em Ipanema e Leblon, é a bagunça. Em Ipanema os banhistas não respeitam a proibição do bate bola e frescobol, além de ser bem mais cheio. Já no Leblon há um choque de ordem maior e isso não acontece. Entendeu a diferença?
Além da vista para o morro Dois Irmãos, obviamente biscoito Globo e Chá Mate têm que fazer parte desse momento, pois é isso que vai provar para você mesmo que você está no Rio de Janeiro.

VC_schutz_verao-05072014_DSF7141 VC_schutz_verao-05072014_DSF7144VC_schutz_verao-06072014IMG_5146


//14:30h

BB Lanches
Da praia, vá a pé até o BB Lanches.
Na minha opinião, um almoço estilo carioca pode muito bem ser um grande lanche de coisas naturais, saudáveis e gostosas.
Não deixe de comer:
– Pasta de Atum ou Frango
– Pastel de Carne com Ovo
– Suco de Uva verde com água de côco
– Açaí sem xarope, batido com mel, morango, banana, granola, aveia e Castanha do Pará… receita de sucesso do Pedro Raggio!

Caso a praia tenha sido no Posto 11, um alternativa muito boa ao BB Lanches é o BIBI Sucos, que faz o Açaí bem melhor do que no BB… dica de quem realmente entende do assunto.

VC_schutz_verao-09072014IMG_5360


//15:30h

Subir o Morro Dois Irmãos
Quando falo, as pessoas se assustam, mas foi uma das experiências mais legais que vivi no Rio de Janeiro.
Pegue um taxi do Leblon até a subida do Vidigal na Avenida Niemayer ou se tiver de carro, estacione no hotel Sheraton e vá a pé até a entrada.
Não ache que é o fim do mundo, ultra perigoso ou coisas até piores. O morro está pacificado e bem tranquilo de transitar.
Se informe por lá rapidamente com um oficial da polícia militar aonde ficam as vans que fazem o trajeto até o topo da comunidade. Entre em uma das kombis por R$2,50 e peça para o motorista te avisar quando chegar, afinal ele para algumas vezes até o topo. Aproveite esse momento para ver uma favela de perto e como aquelas pessoas vivem com uma das melhores vistas da Cidade Maravilhosa.
Lá em cima, bem próximo aonde a kombi te deixa, há um posto policial. Se informe com mais detalhes aonde é e dê início à trilha.
Não vá achando que é algo organizado com caminhos perfeitos, pessoas te ajudando ou até mesmo vendas com água ou algo do tipo. É uma trilha no meio do mato e de inclinação leve, que depois de mais ou menos 40 minutos, você tem o privilégio de ter uma das vistas mais lindas do Rio de Janeiro.
Deite na pedra, curta a vista, respire um ar puro e bem mais fresco e após o pôr do sol, pegue embalo para descer para não ficar sem luz na descida, o que a torna mais perigosa.
Na mesma temporada, alguns amigos subiram a trilha antes do amanhecer e tiveram o privilégio de ver o sol nascer atrás das montanhas que abraçam o Rio… isso deve ser mais especial ainda!

VC_schutz_verao-07072014IMG_5200 VC_schutz_verao-07072014IMG_5214 VC_schutz_verao-06072014_DSF7271 VC_schutz_verao-06072014_DSF7274 VC_schutz_verao-06072014_DSF7283 VC_schutz_verao-07072014IMG_5222 VC_schutz_verao-07072014IMG_5327 VC_schutz_verao-07072014IMG_5336

Amor pelo Rio!

Fotos: @victorcollor