Na semana passada foi o aniversário do meu parceiro Gringão e fui a convite dele comemorar a data e conhecer o Chou. Há anos que quero ir neste tão falado restaurante, tanto pelo próprio Gringão quanto por uma turma boa que sabe comer bem. Enrolei, enrolei e finalmente fui!

O Chou está em uma daquelas casinhas em Pinheiros e quase passa despercebido pelos olhares dos motoristas. Entrei na rua e fui com cautela procurando o dito cujo, casa por casa. Cheguei sozinho e fui recebido pelo rapaz do bar, que fica logo na entrada. Bati o olho no espaço e ví meia duzia de mesas ocupadas e achei que espaço seria só aquele. Pedi uma mesa, um Dry Martini sujo e fiquei esperando no banquinho do lado de fora. Em pouco tempo o Gringão e a Lu chegaram e ele perguntou se eu tinha visto como era o restaurante por dentro…. disse que sim, mas quando ele perguntou o que tinha achado da grelha, ví que faltava algo a ser “descoberto”.

Entramos e ví que o restaurante cresce nos fundos e a maioria das mesas estão lá em uma espécie de jardim! Ótimo! Antes de chegar às mesas, você tem que passar pela cozinha, que é inteira aberta com a lenha quimando sem parar e pratos lindos saindo de tempo em tempo.
Ficamos esperando a mesa em um dos banquinhos em frente a cozinha. Para mim, ficar alí sentado, bebendo e beliscando foi muito melhor do que sentar na mesa. Alí mesmo acabei o meu Dry, pedimos uma garrafa de um vinho tinto espanhol e demos início às atividades:

CouvertPão rústico, azeite italiano e dukkah
Bem simples e incrível! Composto de pães bem fresquinhos e são cortados na hora em frente ao banco da espera que estávamos sentados (mais um motivo de ser o melhor lugar do restaurante quando você está em poucas pessoas). Além do pão, a Dukkah, uma mistura egípcia de especiarias é demais! É uma espécie de farofa que tem em sua receita castanha de caju, avelã, pistache, cominho, coentro, … . Essa vale pedir para o garçon manter na mesa até o final das suas atividades.

Aromática pimenta Cambuci quimada no fogo com queijo Manchego
Disseram na mesa que o banheiro era lindo e fui conhecer. Fato! na volta passei pelo início da cozinha e ví uma integrante da equipe da Chef Gabriela Barreto esfregando alho em um pãozinho tostado… achei ótimo e perguntei o que seria servido alí e ela respondeu dizendo que este era um prato da minha mesa, e que a Chef nos mandou como cortesia. Simpática, não? Voltando ao que realmente interessa, o prato que é servido em uma espécie de bruschetta é ótimo! A pimenta é bem suave e bem aromática e para quem sabe o gosto do Manchego… Hummmm!

Jamon Ibérico curado 18 meses
Difícil de achar por aqui, ainda mais cortado na hora na sua frente, no mesmo lugar aonde é cortado o pão (mais um motivo para ficar sentado no banco da espera). Ótimo e tem que pedir!

Picles, Salada de Ervas frescas e Azeitonas
É servido junto com os  Mezzes (pratos da entreda). Picles ótimos! A cebola é o carro chefe deste pratinho muito soboroso.

Lulinhas frescas na chapa com aioli
Bem macias, bem temperadas e salgadinhas! Delícia!!! Vale pedir um porção extra de aioli!

Salada Verde com Brotos e Ervas
Parece simples, mas é impecável! As folhas são extremamente frescas e vem com um molho que também deve ser um segredo. Consegui pescar alguns sabores como mostarda em grãos, azeite e limão, mas acho que vai mais algumas coisinhas que fazem a diferença.
Obs. Esse prato faz parte das guarnições, mas achei bem válido pedí-lo como entrada patra dividir na mesa.

Doces Cebolas assadas com creme fresco e queijo Saint Agur
Vem bem quente no prato e é uma delícia! Acho que a mistura do queijo azul Saint Agur com o creme fresco, adocica o prato. Ótimo… ainda mais com o pãozinho fresco do couvert.

Rougali – Pasta de berinjela quimada com tomatinhos cereja e manjericão
Impecável também para comer com o pão do couvert. O sabor do quimado da berinjela pula na boca, mas ao mesmo tempo é muito suave! Vale a pedida. Para ser ter idéia, pedimos uma no início e uma no meio do jantar…

Mandioca grelhada no carvão, sal grosso marinho e orégano fresco
A menina que nos atendeu disse ser impecável. Pedimos e não achei muita coisa… talvez por ser nordestino e sempre ter comido esse tipo de raiz? Vai saber…

Abóbora Cabochan assada, doce e cremosa, com gergelim negro e coentro
Também foi um prato que a menina que nos atendeu disse ser ótimo! Pedimos e estava OK… ninguém na mesa se manifestou tanto e acabou sobrando.

Cogumelos Portobello com salsa de avelãs e parmesão
Impecável! O cogumelo é bem macio e a salsa de avelã dá uma certa crocância. O parmesão completa para comer e fechar os olhos. Hummm!

Fresquíssimo Pargo grelhado inteiro com gengibre, pimenta vermelha, limão cravo, coentro e azeite de gergelim
Geralmente fico com o pé atrás em pedir peixe inteiro por na maioria das vezes vir seco. Esse aqui o Gringão pediu dizendo que eu tinha que provar e me surpreendeu. Bem molhadinho e com pouca espinha o tempero brilha na boca! Vale a pedida pois não é “normal” comer um peixe deste tipo tão bom nesta cidade sem mar.

Costeletas de porco, ternas e suculentas, com tomilho limão
Esse foi mais um prato que fui obrigado a provar. Para falar bem a verdade achei a carne um pouco seca, mesmo rosada por dentro. O tempero é ótimo e já ouvi falar muito desta costeleta. Acredito que deve ter sido um problema daquele dia…

Os dois últimos pratos acompanharam:
Batatinhas novas amassadas na chapa com manteiga, dill e laban
Bem macias e temperadinhas. Ótimo como acompanhamento!
Risoni cremosos com hortelã fresca e pecans
Achei que a massa passou um pouco to ponto, mas o tempero estava bom.

Deu pra perceber que o Chou é mais um daqueles restaurantes em que a idéia é pedir um monte de pratos no centro na mesa para repartir. Bom né? Como vocês viram aqui e aqui, eu sou fã de restaurante assim e o Chou vai entrar na minha lista de rastaurante mais frequentados até o final do ano! Comentei com o pessoal da mesa que nunca tinha ida, mas que já sentia uma espécie de carinho pelo lugar. Good vibes?

Serviço:
Chou
Rua Mateus Grou 345, Pinheiros
Tel: 11 3083.6998
Horário: Terça à sábado a partir das 20h.
chou.com.br
Preço médio: R$120,00

[slideshow]

Poderia abrir no almoço também né?

Fotos: @victorcollor