@victorcollor no Instagram


Artigos da categoria: PRATELEIRA

Outro dia dando umas voltas pela rede assisti a esse curta metragem que saiu lá no final de Julho depois da Copa do Mundo, e mesmo assim, independente de timing, resolvi mostrar aqui.

Depois de assistir ao filme, chego a conclusão que homens serão sempre velhos meninos, ou como são chamados os antigos alunos que estudaram na escola que estudei na Suíça, Old Boys.

Entra moda, sai moda, tendências e todas esses termos que o mercado inventa para vender mais aqui e ali, homens sempre serão homens nesses pequenos detalhes. São justamente esses pequenos detalhes que fazem a diferença entre um homem e um cavalheiro, é para esse ponto que o vídeo aponta. Barco, elemento bem masculino quando colocamos em uma mesa vela, âncora, refletores. Alfaiataria sob medida, colete, sapatos, e por que não uma dança para deixar tudo mais leve e cheio de charme?

Volto a falar aqui sobre o lifestyle que as marcas têm que se inserir e não só ficar nos clássicos anúncios em revista. Lembram que falei disso aqui naquele comercial da Louis Vuitton de 2011?
O comercial é da Johnnie Walker para divulgar o seu Blue Label, mas veja como o produto e inserido de forma natural, simples e até mesmo faz você esquecer que está assistindo a uma propaganda.
O curta metragem é genial e nos faz viajar por esses lados do velho mundo e querer dar um mergulho no mar com esse calor que está fazendo aqui em SP, se liga!

blue-label 618

Boys with Toys…

Imagens: Reprodução

wilson-pickett-sugar-sugar-atlantic-4

Imagem: Reprodução

Tivemos alguns problemas técnicos por aqui, mas tudo está funcionando normalmente e a coisa continua como antes.
Peço desculpas pelo sumiço, mas quem me acompanhou pelo instagram @victorcollor viu que Paris estava muito bem obrigado. Fui a Europa para montar mais guias do Axe Matte Effect Tour que vocês já viram aqui o do Rio de Janeiro e o de Nova Iorque, tudo levando em consideração essa pegada de lugares difíceis de serem encontrados em guias e programas muito legais de se fazer em determinadas cidades em um único dia… ou seja, vem mais dicas por ai, fiquem ligados.

Achei muito legal o trabalho que o fotógrafo Sandro Miller fez em parceria com John Malkovich recriando clássicas fotografias de grande fotógrafos colocando Malkovich como fotografado, seja homem ou mulher na foto original. Legal né?
Achei a ideia genial… se liga nas fotos que tem recriação de clássicas como Mick Jagger, Hemingway, Picasso, Jack Nicholson, Dali, Che, Marilyn e muitos outros, além do convite da exposição das fotos que abre dia 7 em Chicago.

Para entender melhor a cabeça do fotógrafo, se liga no site de Sandro Miller clicando aqui.

john-malkovich-iconic-portraits-recreations-sandro-miller-16john-malkovich-iconic-portraits-recreations-sandro-miller-9 john-malkovich-iconic-portraits-recreations-sandro-miller-11 john-malkovich-iconic-portraits-recreations-sandro-miller-10 john-malkovich-iconic-portraits-recreations-sandro-miller-14 john-malkovich-iconic-portraits-recreations-sandro-miller-3 john-malkovich-iconic-portraits-recreations-sandro-miller-2 john-malkovich-iconic-portraits-recreations-sandro-miller-12 john-malkovich-iconic-portraits-recreations-sandro-miller-13 john-malkovich-iconic-portraits-recreations-sandro-miller-4 john-malkovich-iconic-portraits-recreations-sandro-miller-15 john-malkovich-iconic-portraits-recreations-sandro-miller-6 john-malkovich-iconic-portraits-recreations-sandro-miller-7 john-malkovich-iconic-portraits-recreations-sandro-miller-1 john-malkovich-iconic-portraits-recreations-sandro-miller-8 john-malkovich-iconic-portraits-recreations-sandro-miller-5

 

 

 

Screen Shot 2014-10-15 at 9.51.45 AM

 

Mega trabalho! Clap Clap Clap!

Fotos: Sandro Miller

Vez ou outra me perguntam dicas de cursos de fotografia, o que fazer, aonde fazer, … essa infinidade de questões que todo mundo tem quando quer dar o primeiro passo naquela paixão muitas vezes escondida e que depende de um empurrãozinho para se soltar.

Uma dica que dou hoje é o workshop que vai rolar esse final de semana no Instituto Tomie Ohtake com o meu querido Hugo Curti e Beatriz Franco.
Hugo é meu amigo de bons anos e ele é um dos responsáveis por eu hoje exercer essa profissão que tanto me dedico e amo fazer. Lembro da época que hugo dividia o estúdio com o também muito talentoso e mestre de fotografia, Gal Oppido lá na avenida Santo Amaro. Lá tive o prazer de fotografar minha mãe para Bob Store e alguns outros trabalhos autorais que me fizeram trilhar o caminho que continuo trilhando até sabe lá quando.

Hugo é um fotógrafo extremamente detalhista, entendedor e seguidor à risca das técnicas da fotografia e nesse curso ele vai mostrar todos os passos, desde o click até a impressão, visando a fotografia artística. Ou seja, você vai ter uma ideia da importância de cada etapa do processo fotográfico e claro, entender que para uma fotografia ser boa, ela não precisa de foco perfeito, câmeras de US$5k e todo esses equipamentos que a acompanham. Uma foto boa é uma foto boa, ponto!

Para ver e entender melhor o trabalho de Hugo, clica aqui para relembrar sua última exposição que falei aqui no VICCO.
Curtiu? Então liga lá agora para se inscrever!

Serviço:
Instiruto Tomie Ohtake
Rua Coropés, 88 – Pinheiros, São Paulo
Tel: 11 2245.1937
institutotomieohtake.org.br

Valor: R$300

image002

Aprender nunca é demais… assim ainda, com um professor desse calibre, fica fácil.

Imagem: Reprodução

 

Aos amantes de Tim Maia como eu, ontem foi dia de alegria! Saiu o primeiro trailler da cinebiografia homônima que vai estear nos cinemas no dia 30 de Outubro.
O filme conta a história de Tião Maia desde seus difíceis dias na adolescência, a ida aos Estados Unidos, a volta para correr atrás do prejuízo – Erasmo e Roberto já surfando a onda do sucesso, a relação com o livro Universo em Desencanto e claro, o sucesso que faz até hoje, mesmo tendo nos deixado em 1998, aos 55 anos.

No papel de Tim? Babu Santana e Robson Nunes, que já interpretou Tim no especial “Por Toda Minha Vida” da Globo. A direção? Mauro Lima, o mesmo que dirigiu “Meu Nome não É Johnny”, que inclusive conseguiu passar uma bela imagem do que eram as baguncinhas dos anos 80 na Cidade Maravilhosa.

Para quem já leu o livro de Nelson Motta, Vale Tudo – O Som e a fúria de Tim Maia, biografia fantástica sobre Tim e de onde o filme tira suas bases,  “TIM MAIA” deve mostrar bem, desta vez em imagens e não em textos, o som e a fúria do que foi um dos maiores cantores e compositores que o Brasil já teve e o nosso eterno sindico.

Tim-1 tim Tim-Maia timmaia_cre

Clica aqui para comprar o livro de Nelson Motta para você ler antes de sair o filme. Vale muito a pena e cria-se mais amor por Tim.

Tim-Maia-Vale-Tudo

“Até dia 30 de Outubro Tim”

Imagens: Reprodução

Algo que gosto de fazer e viagens é sempre ter uma trilha, afinal música tem o grande poder de marcar tempos em nossas vidas. Pelo eu vejo dessa forma e como a coisa se repete a cada viagem, a cada ano, a cada férias e claro, a cada namoro. No ano passado, quando passei uma temporada em NYC, o que marcou a viagem foi Daft Punk com o álbum que acabara de sair, Random Access Memories. Lembram que falei disso aqui?
Hoje, em qualquer carro, esquina ou bar, se tocar qualquer música do tal álbum, a memória volta no tempo para os longos e fantásticos dias de muito trabalho, amizade, carinho e frutos em uma NYC que até então mal conhecia.

Agora a história de repete com outro artista. Depois desses dias que vocês acompanharam pelo meu instagram, a trilha que marcou a trip foi o novo disco de Future Islands, banda americana de Baltimore. Até então não conhecia a banda que tem seu primeiro disco datado em 2008. O álbum agora em questão é o Singles que saiu em março deste ano. Já comprei o disco de vinil e já está tocando sem parar na Technics do 212.

No vídeo abaixo, dá para ter uma idéia de qual a pegada da banda com muito sintetizador misturado a um drama pop, além de um bom bate papo entre uma música e outra. Vale assistir de ponta a ponta.

140108-future-islands-singles-album-cover-1
https://www.youtube.com/watch?v=mosHFxtoVWI

Thanx Mau Mau!

Imagem: Reprodução

Volto a falar aqui que a minha ida a Suíça no início do ano para conhecer e ver de perto como são feitos os relógios da Parmigiani Fleurier, mudou o jeito que enxergo relógios nos dias de hoje. Em posts mais recentes falo desse “turning point” e o valor que comecei a dar a esses pequenos notáveis depois de ver como são feitos. O enorme trabalho manual que há por trás de cada detalhe que vai até parafusos que são mais finos do que os nossos cabelos. Realmente é um mundo fascinante e comparo, sem sombra de dúvidas, ao mundo automobilístico. É como se você comprasse um carro, mas sendo que o usa no pulso. É engenharia do início ao fim, e tudo feito a mão, chegando quase a perfeição (já que o termo é algo subjetivo).
Como vocês sabem, sou fascinado pos carros antigos, então consequentemente os relógios antigos fazem bem a minha cabeça.

Hoje dando minhas voltas pela rede ví que a Rolex, hoje a marca número 1 do mundo, soltou sua nova campanha global com três vídeos que mostram o antes chamado espírito Rolex, e hoje elevado a The Rolex Way, através de termos que tentam mostrar os pilares da marca, mas mesmo assim, segundo eles, impossível.

Screen Shot 2014-09-03 at 11.40.17 AM

Outros vídeos mostram os testes extremos em que os relógios são submetidos, que vão desde os mecanismos anti choque, à perfeição das pulseiras “blindadas” e claro, no que a marca se dispõe a trabalhar com mais perfeição ainda… o mundo subaquático indo até 3.900m com o modelo DeepSea.
O outro vídeo é falando da minha querida Suíca, por onde tive o prazer de morar e estudar durantes longos 3 anos. Se liga aqui para entender melhor o que estou falando:

Admirável mundo novo… Ou velho mundo?

Imagem: Reprodução