@victorcollor no Instagram


Artigos da categoria: PRATELEIRA

Na semana passada vocês me viram aqui falando do filme Viagem a Darjeeling do genial Wes Anderson.
Quem me acompanhou pelo instagram no fim de semana, viu que dei algumas voltas pelas praias paulistas que teve início na Ilha Bela, passando pela Baleia, indo até o Guarujá via Bertioga, voltando para Barra do Sahy para fotografar ScarfMe e estendendo um pouco até Boracéia, na aldeia indígena do Rio Silveira… Que feriado!

Como o fim de semana foi de muita água, logo quando cheguei em casa dei o play em A Vida Marinha com Steve Zissou que está na AppleTV e tem nota 7.3 no IMDB – lembram que falei do App aqui?

Da mesma forma de Viagem a Darjeeling e com vários atores em comum, o filme tem a mesma pegada non sense muito engraçada e cheia de cores, inclusive essa pegada foi vista recentemente nos cinemas no seu último longa – Hotel Budapeste.
No que se já pode se considerado um clássico, Wes Anderson explora a vida no mar com o hilário Team Zissou comandado por Bill Murray (Steve) a bordo de roupas que mais se parecem pijamas, um estranho gorro vermelho, Adidas nos pés com o nome Zissou e a busca de vingança contra um tubarão. Genial não?

Cada take é uma foto. Se liga nos pequenos detalhes, em sua maioria non sense, e se divirta a cada cena. Na minha opinião, parece que toda o Team Zissou está sob efeito de THC, o que deixa toda a coisa ainda mais engraçada.

Um ponto alto com certeza é a interpretação de Bill Murray e claro, a trilha que mistura Bowie com o nosso Seu Jorge. Sim, a trilha inteira do filme tem Seu Jorge cantando obras de Bowie em português, traduzidas pela sonoridade e não ao pé da letra. Inclusive o soundtrack no filme é fácil de encontrar, mas infelizmente não está no Itunes. Só buscar que você acha… Seu Jorge cantando Bowie é uma das coisas mais divertidas e bonitas ao mesmo tempo!

Clica aqui para ouvir o disco completo  de Seru Jorge cantando Bowie em The Life Aquatic / Studio Sessions feat. Seu Jorge

Bom filme!

life_aquatic_with_steve_zissou

The-Life-Aquatic-Seu-Jorge1 bil-murray-5 the life aquatic with steve zissou seu jorge the-life-aquatic-with-steve-zissou-1024x435 tumblr_n365ef0ju11rqfofyo4_500 The-Life-Aquatic-Seu-Jorge still-of-bill-murray,-willem-dafoe-and-owen-wilson-in-the-life-aquatic-with-steve-zissou-(2004)-large-picture

 

Screen Shot 2014-11-26 at 5.25.48 PM

Quando crescer quero ser Zissou!

Imagens: Reprodução

Ontem assisti mais uma vez a Viagem a Darjeeling, filme que já tem seus ares de cult – termo chato que criaram para taxar filmes originais e de receita diferente ao arroz com feijão da maioria.

O filme de 2007 mostra a jornada de três irmãos completamente diferentes pela Índia com o intuito de perder a distância que a vida criou entre eles e também a busca por um auto-conhecimento, mas a coisa desanda com as trapalhadas dos três entre frias e analgésicos indianos.

Saindo um pouco da história, o que mais me impressiona nos filmes do diretor Wes Anderson são as cores e claro, os roteiros originais. Dá para entender muito do trabalho e olhar do diretor tanto em Viagem a Darjeeling como em A Vida Marinha com Stevie Zissou, ambos cheios de cores e personagens cômicos.
No filme rodado na Índia, é genial ver as cores, os costumes, a mistura de cultura e todas essas coisas muito legais que causam estranhamento em nós ocidentais, Eu particularmente acho fascinante (assim como é no vencedor do Oscar As Aventuras de Pi).

As risadas e cores são garantidas, amarradas por um roteiro original e fascinante em meio a um país que em breve irei visitar e vocês irão acompanhar por aqui – quando houver internet. Vou conhecer a terra de onde vem o tal chá Darjeeling – com certeza você já viu para vender no mercado que você faz compras semanalmente.

darjeelingmpw-27456

the-darjeeling-limited large_darjeeling_limited_blu-ray_2x The-Darjeeling-Limited

A quem interessar, a ideia de ter o app IMDB no celular é genial. Está “zapiando” pelo NetFlix ou AppleTV como eu por exemplo, curtiu um filme, dá um check na nota do filme no app. Viagem a Darjeeling tem nota 7.2 (considerada bem boa). Além disso, o app mostra inúmeras informações como informações sobre os atores, curiosidades das gravações, quais prêmios já levou e claro os fatos engraçados que aconteceram durante as filmagens.

Screen Shot 2014-11-17 at 11.57.09 AM
Cruzarei o mundo para ver tuas cores Índia!

Imagens: Reprodução

Outro dia dando umas voltas pela rede assisti a esse curta metragem que saiu lá no final de Julho depois da Copa do Mundo, e mesmo assim, independente de timing, resolvi mostrar aqui.

Depois de assistir ao filme, chego a conclusão que homens serão sempre velhos meninos, ou como são chamados os antigos alunos que estudaram na escola que estudei na Suíça, Old Boys.

Entra moda, sai moda, tendências e todas esses termos que o mercado inventa para vender mais aqui e ali, homens sempre serão homens nesses pequenos detalhes. São justamente esses pequenos detalhes que fazem a diferença entre um homem e um cavalheiro, é para esse ponto que o vídeo aponta. Barco, elemento bem masculino quando colocamos em uma mesa vela, âncora, refletores. Alfaiataria sob medida, colete, sapatos, e por que não uma dança para deixar tudo mais leve e cheio de charme?

Volto a falar aqui sobre o lifestyle que as marcas têm que se inserir e não só ficar nos clássicos anúncios em revista. Lembram que falei disso aqui naquele comercial da Louis Vuitton de 2011?
O comercial é da Johnnie Walker para divulgar o seu Blue Label, mas veja como o produto e inserido de forma natural, simples e até mesmo faz você esquecer que está assistindo a uma propaganda.
O curta metragem é genial e nos faz viajar por esses lados do velho mundo e querer dar um mergulho no mar com esse calor que está fazendo aqui em SP, se liga!

blue-label 618

Boys with Toys…

Imagens: Reprodução

wilson-pickett-sugar-sugar-atlantic-4

Imagem: Reprodução

Tivemos alguns problemas técnicos por aqui, mas tudo está funcionando normalmente e a coisa continua como antes.
Peço desculpas pelo sumiço, mas quem me acompanhou pelo instagram @victorcollor viu que Paris estava muito bem obrigado. Fui a Europa para montar mais guias do Axe Matte Effect Tour que vocês já viram aqui o do Rio de Janeiro e o de Nova Iorque, tudo levando em consideração essa pegada de lugares difíceis de serem encontrados em guias e programas muito legais de se fazer em determinadas cidades em um único dia… ou seja, vem mais dicas por ai, fiquem ligados.

Achei muito legal o trabalho que o fotógrafo Sandro Miller fez em parceria com John Malkovich recriando clássicas fotografias de grande fotógrafos colocando Malkovich como fotografado, seja homem ou mulher na foto original. Legal né?
Achei a ideia genial… se liga nas fotos que tem recriação de clássicas como Mick Jagger, Hemingway, Picasso, Jack Nicholson, Dali, Che, Marilyn e muitos outros, além do convite da exposição das fotos que abre dia 7 em Chicago.

Para entender melhor a cabeça do fotógrafo, se liga no site de Sandro Miller clicando aqui.

john-malkovich-iconic-portraits-recreations-sandro-miller-16john-malkovich-iconic-portraits-recreations-sandro-miller-9 john-malkovich-iconic-portraits-recreations-sandro-miller-11 john-malkovich-iconic-portraits-recreations-sandro-miller-10 john-malkovich-iconic-portraits-recreations-sandro-miller-14 john-malkovich-iconic-portraits-recreations-sandro-miller-3 john-malkovich-iconic-portraits-recreations-sandro-miller-2 john-malkovich-iconic-portraits-recreations-sandro-miller-12 john-malkovich-iconic-portraits-recreations-sandro-miller-13 john-malkovich-iconic-portraits-recreations-sandro-miller-4 john-malkovich-iconic-portraits-recreations-sandro-miller-15 john-malkovich-iconic-portraits-recreations-sandro-miller-6 john-malkovich-iconic-portraits-recreations-sandro-miller-7 john-malkovich-iconic-portraits-recreations-sandro-miller-1 john-malkovich-iconic-portraits-recreations-sandro-miller-8 john-malkovich-iconic-portraits-recreations-sandro-miller-5

 

 

 

Screen Shot 2014-10-15 at 9.51.45 AM

 

Mega trabalho! Clap Clap Clap!

Fotos: Sandro Miller

Vez ou outra me perguntam dicas de cursos de fotografia, o que fazer, aonde fazer, … essa infinidade de questões que todo mundo tem quando quer dar o primeiro passo naquela paixão muitas vezes escondida e que depende de um empurrãozinho para se soltar.

Uma dica que dou hoje é o workshop que vai rolar esse final de semana no Instituto Tomie Ohtake com o meu querido Hugo Curti e Beatriz Franco.
Hugo é meu amigo de bons anos e ele é um dos responsáveis por eu hoje exercer essa profissão que tanto me dedico e amo fazer. Lembro da época que hugo dividia o estúdio com o também muito talentoso e mestre de fotografia, Gal Oppido lá na avenida Santo Amaro. Lá tive o prazer de fotografar minha mãe para Bob Store e alguns outros trabalhos autorais que me fizeram trilhar o caminho que continuo trilhando até sabe lá quando.

Hugo é um fotógrafo extremamente detalhista, entendedor e seguidor à risca das técnicas da fotografia e nesse curso ele vai mostrar todos os passos, desde o click até a impressão, visando a fotografia artística. Ou seja, você vai ter uma ideia da importância de cada etapa do processo fotográfico e claro, entender que para uma fotografia ser boa, ela não precisa de foco perfeito, câmeras de US$5k e todo esses equipamentos que a acompanham. Uma foto boa é uma foto boa, ponto!

Para ver e entender melhor o trabalho de Hugo, clica aqui para relembrar sua última exposição que falei aqui no VICCO.
Curtiu? Então liga lá agora para se inscrever!

Serviço:
Instiruto Tomie Ohtake
Rua Coropés, 88 – Pinheiros, São Paulo
Tel: 11 2245.1937
institutotomieohtake.org.br

Valor: R$300

image002

Aprender nunca é demais… assim ainda, com um professor desse calibre, fica fácil.

Imagem: Reprodução

 

Aos amantes de Tim Maia como eu, ontem foi dia de alegria! Saiu o primeiro trailler da cinebiografia homônima que vai estear nos cinemas no dia 30 de Outubro.
O filme conta a história de Tião Maia desde seus difíceis dias na adolescência, a ida aos Estados Unidos, a volta para correr atrás do prejuízo – Erasmo e Roberto já surfando a onda do sucesso, a relação com o livro Universo em Desencanto e claro, o sucesso que faz até hoje, mesmo tendo nos deixado em 1998, aos 55 anos.

No papel de Tim? Babu Santana e Robson Nunes, que já interpretou Tim no especial “Por Toda Minha Vida” da Globo. A direção? Mauro Lima, o mesmo que dirigiu “Meu Nome não É Johnny”, que inclusive conseguiu passar uma bela imagem do que eram as baguncinhas dos anos 80 na Cidade Maravilhosa.

Para quem já leu o livro de Nelson Motta, Vale Tudo – O Som e a fúria de Tim Maia, biografia fantástica sobre Tim e de onde o filme tira suas bases,  “TIM MAIA” deve mostrar bem, desta vez em imagens e não em textos, o som e a fúria do que foi um dos maiores cantores e compositores que o Brasil já teve e o nosso eterno sindico.

Tim-1 tim Tim-Maia timmaia_cre

Clica aqui para comprar o livro de Nelson Motta para você ler antes de sair o filme. Vale muito a pena e cria-se mais amor por Tim.

Tim-Maia-Vale-Tudo

“Até dia 30 de Outubro Tim”

Imagens: Reprodução